Menu

Acompanhe-nos nas Redes Sociais


Categorias

Copa Goiás  Asefut - Unidos pelo Futebol - O esporte é uma ferramenta de inserção social sempre eficaz

17 DEZ 2017
17 de Dezembro de 2017

A Copa ASEFUT (Associação das Escolas de Futebol de Goiás) chegou ao fim  no  final de semana passado. No sábado (9), seis partidas  realizadas no estádio Olímpico Pedro Ludovico Teixeira e no domingo 8 jogos no campo do Campinas. A copa ASEFUT que teve seu início em Março, é um dos torneios mais competitivos do centro oeste, e que envolve mais de 1640 atletas entre 07 e 16 anos de idade. 

              90 equipes de 21 escolas de futebol movimentaram o campeonato, sendo, escolas de futebol da grande Goiânia e das cidades circunvizinhas (Copa Goiás  - Asefut Unidos pelo Futebol ) com mais de 900 jogos, 150 pessoas compuseram as comissões técnicas das equipes, e mais de 7 mil pessoas viram o evento em loco, e com centenas de gols e milhares de jogadas trabalhadas pelos técnicos, lindas defesas dos goleiros e participação fiel das torcidas.  Muitas partidas do campeonato e as finais foram transmitidas ao vivo pela internete, via Facebook do Apito esportivo e também pelo site;  apitoesportivo.com.br  -  Segundo Cléber França, articulador do Apito esportivo, durante os jogos transmitidos que somaram um total de 47, tiveram mais de 100.000 acessos ao site e facebook.

            Depois de quase 10 meses de competição, os campeões foram revelados, mas no final da copa, todas as escolas envolvidas na disputa da Copa Goiás - Unidos pelo Futebol - Mereceram o Título de  campeãs, não faltou empenho para nenhuma equipe, não faltou garra, não faltou desejo de vencer, foi espetacular o torneio, todas equipes brilharam.  

 

                   O presidente da Asefut, Robson Jaber- (Robinho) é uma personalidade muito querida no meio esportivo e uma pessoa extremamente capacitada que se envolve completamente em seus projetos voltados  para as crianças e adolescentes que compõe  a  base do futebol em Goiás. Robinho quando conversa com os atletas, quando fala do campeonato, quando lida com dificuldades, quando esplana sobre seus projetos futuros, é impressionante e empolgante ouvi lo, é contagioso o quanto ele é envolvido com o "realizar e bem feito",  todos da Asefut  procuram fazer o melhor possível. Foi do Robinho a ideia de inserir a literatura nos campeonatos que a Asefut é organizadora.  

                Durante as  finais, os atletas que se destacaram foram premiados com um dos meus  livros autografado (João e o bem Te Vi ) Autor - André Júnior - Obra literária voltada ao público infantojuvenil. As crianças e seus pais, adoraram a novidade, e ficaram radiantes com a oportunidade de conversar e receberem um livro do autor André Júnior

              O escritor André Júnior  deixou claro que: "A literatura, a escola, o esporte e as famílias, devem caminhar no mesmo sentido, precisam ser aliados nesse processo de ensino e aprendizagem. O esporte é a ferramenta de inserção social mais eficaz, pois o resultado é imediato e as transformações são surpreendentes"!

                 A criança que tem o hábito de ler, é uma criança mais passiva, mais equilibrada, uma criança que terá gosto no "APRENDER" terá facilidade para se relacionar e respeitar o direito alheio, terá mais desprendimento, e terá facilidades em tomadas de decisões corretas vida afora.

                   A criança que pratica esporte tem mais ânimo para estudar, tem mais saúde, adquire mais resistência física e mental, é mais equilibrada, aprende a conviver com outras pessoas em harmonia, aprende a trabalhar em equipe e aprende que,  na vida podemos ganhar e perder, e que, se aprende tanto na glória quanto na derrota; aprende também que, quando se perde, logo haverá outra oportunidade de poder buscar á vitória e se redimir.

             Ensinou Ruben alves: "Há escolas que são gaiolas e há escolas que são asas."

               Observando o que ensina o escritor  Ruben Alves, aprendemos que:  as escolas  que não oferecem esportes ao aluno e as escolas de esportes que não oferecem cultura ao aluno, com certeza são "Gaiolas" o aluno aprenderá algo, mas,  jamais poderá voar...voar e voar!

André Júnior - Escritor literário infanto - juvenil, autor de 4 livros. Articulista há 11 anos no Jornal Diário da Manhã, onde escreve artigos ás sextas - feiras. Autor de vários projetos desenvolvidos em escolas públicas. Premiado na ECO 92 com o texto arvore da Vida. Participou como convidado do livro  ''O Mistério do texto roubado''  lançado na Bienal Internacional do livro em São Paulo, "Capa de Maurício de sousa". Membro da UBE - União Brasileira de Escritores - Formado em contação de histórias pelo grupo Gwaya - Universidade Federal de Goiás - Como escritor foi a personalidade Homenageada na FLIR de 2016, ''Feira literária de Rubiataba'' . Agora com artigos no site Apito Esportivo.


Voltar
Tenha você também a sua rádio