Menu

Acompanhe-nos nas Redes Sociais


ESPORTE INTERATIVO FICA MAIS PRÓXIMO DE META DE CLUBES NO BRASILEIRÃO 2019

06 DEZ 2017
06 de Dezembro de 2017
O Esporte Interativo ainda não terá o direito de transmitir o Brasileirão em 2018, mas teve uma boa notícia com as definições de acessos e rebaixamentos da edição deste ano. O canal da Turner viu aumentar de seis para sete o número de times que disputam a Série A e têm contrato com a emissora para a competição nacional a partir de 2019. Essa é a quantidade mínima de clubes que a empresa espera ter na edição que poderá transmitir, mas a meta ideal seria ter nove.


Depois de uma ofensiva que já conseguiu assegurar os direitos de transmissão em TV por assinatura dos jogos de 17 clubes brasileiros espalhados entre as três primeiras divisões nacionais, o Esporte Interativo teve três desses times promovidos na Série B 2017. Foram o Internacional, um dos três integrantes dos “maiores clubes do Brasil”, Ceará e Paraná. Em contrapartida, o canal viu os rebaixamentos de Coritiba e Ponte Preta.

Para 2019, o Esporte Interativo precisa torcer pela manutenção de seus sete integrantes da Série A do ano que vem, e pelo acesso de duas equipes que disputarão a Série B. Na segunda divisão, o canal da Turner terá oito concorrentes entre 20 clubes que disputam as quatro vagas na elite nacional. Além dos rebaixados deste ano, integram a Série B e possuem contrato com a emissora o Fortaleza, o Guarani, Paysandu, Sampaio Corrêa, e os catarinenses Criciúma e Figueirense.

No ano passado, quando a Turner fechou a maior parte desses contratos após uma longa batalha de negociações contra o SporTV, da Globo, o Esporte Interativo também tinha sete clubes na Série A. Mas os rebaixamentos de Internacional, Figueirense e Santa Cruz (que é alvo de uma batalha, pois também teria assinado com o SporTV) acabaram prejudicando essa conta. O único time do canal que subiu da Série B para a elite naquela época foi o Bahia.

O número de times do Esporte Interativo na Série A, então, caiu para cinco, mas voltou a subir para seis no fim de dezembro, com o campeonato já encerrado, quando o Palmeiras anunciou ter fechado com o canal da Turner já no fim da gestão do ex-presidente Paulo Nobre.

A quantidade de clubes fechados com o canal na Série A em 2019 influencia diretamente a quantidade de partidas que o Esporte Interativo poderá transmitir na competição nacional. De acordo com a lei atual, uma emissora pode exibir apenas duelos entre dois clubes com os quais tenha contrato assinado. Ou seja, uma partida entre Corinthians e Palmeiras, por exemplo, que reúne um time “do SporTV” e outro “do Esporte Interativo”, não pode ser transmitida por nenhuma das duas emissoras – a menos que haja um acordo entre elas para isso.

No Brasileirão 2017, por exemplo, se o contrato do Esporte Interativo já estivesse valendo, a emissora poderia ter transmitido apenas os duelos diretos entre os seis clubes dos quais detém os direitos de exibição em TV paga. Isso significaria que a emissora poderia transmitir somente 30 jogos em todo o campeonato.

Com o aumento para sete clubes, o Brasileirão 2018, se também pudesse ser transmitido pelo canal da Turner, daria a chance de exibir 36 partidas, seis a mais do que no cenário de 2017. Se alcançar a meta de nove clubes em 2019, o Esporte Interativo poderá mostrar 64 partidas, um número muito maior do que as possibilidades atuais.

Onde estarão os clubes fechados com o Esporte Interativo em 2018:
Série A

Palmeiras
Santos
Atlético-PR
Bahia
Ceará
Internacional
Paraná

Série B

Coritiba
Ponte Preta
Criciúma
Figueirense
Fortaleza
Guarani
Paysandu
Sampaio Correa

Série C

Joinville
Santa Cruz (o EI considera o contrato como fechado)

Contratos com o Esporte Interativo só terão validade na Série A
É importante ressaltar que os acordos fechados pelo Esporte Interativo são válidos apenas para o Brasileirão da Série A entre 2019 e 2024 (há contratos com duração menor).

Ou seja, os clubes que não estiverem na primeira divisão em algum desses anos não poderão ter seus jogos transmitidos pela emissora na Série B, por exemplo, cujos direitos são da Globo e pertencem a outra negociação.

O canal da Turner exibe atualmente a Série C e a Série D do Brasileirão e, por sua vez, poderá exibir partidas da terceira e quarta divisões de times que tenham fechado com o SporTV para a Série A no mesmo período.


RECOMENDADOS PARA VOCÊ
Voltar
Tenha você também a sua rádio