Menu

Acompanhe-nos nas Redes Sociais


Acontece hoje (01) o sorteio dos grupos para Copa do Mundo 2018

01 DEZ 2017
01 de Dezembro de 2017
Os grupos da próxima Copa do Mundo, de 2018, que vai acontecer na Rússia, vão ser conhecidos nesta sexta-feira (01). O sorteio das chaves está marcado para às 13h (de Brasília), na capital Moscou. Vale ficar ligado para saber em qual dessas chaves estará o Brasil, que busca o hexacampeonato.


A maioria dos torcedores brasileiros quer que a seleção comandada por Tite esteja ao lado de adversários que, teoricamente, são considerados acessíveis, sem tanta expressão no futebol. Por isso, o Torcedores.com separou cinco vezes em que o Brasil se deu bem em sorteio de grupos da Copa.

2006: Croácia, Austrália e Japão – No torneio disputado na Alemanha, a equipe treinada por Carlos Aberto Parreira contava com o quarteto mágico formado por Kaká, Ronaldinho, Ronaldo e Adriano e encerrou a primeira fase com 100% de aproveitamento, diante de adversários bastante acessíveis, não tendo nenhuma “grande seleção”.

2002: Turquia, Costa Rica e China – Entre as seleções que o Brasil poderia ter enfrentado de acordo com a divisão dos potes feita pela FIFA, com certeza as que vieram foram as mais tranquilas. Os turcos foram aqueles que deram mais trabalho. Ainda sim, o time de Luiz Felipe Scolari terminou a fase de grupos com 11 gols marcados e três sofridos.

1998: Noruega, Marrocos e Escócia – Na teoria, antes do início da Copa do Mundo, o Brasil tinha uma das chaves mais acessíveis. Não havia nenhuma seleção de peso. Ainda sim, os noruegueses conseguiram surpreender os brasileiros ao triunfarem por 2×1. Mas, nada que tirasse a liderança da chave da equipe sul-americana.

1990: Costa Rica, Escócia e Suécia – Talvez a Suécia fosse o adversário mais complicado por conta de ter certa tradição. As outras duas seleções tinham menor peso em relação à camisa. Mesmo assim, a campanha brasileira não foi das mais empolgantes. Duas vitórias por 1×0 e outra por 2×1 apenas.

1982: União Soviética, Escócia e Nova Zelândia – A exemplo das Copas de 1990 e 1998, os escoceses estavam na chave e eles nunca foram referência dentro do futebol. Para facilitar ainda mais, tinha a Nova Zelândia, inexpressiva no cenário mundial e que levou 12 gols no torneio. A União Soviética era a mais “chata”, porém o Brasil conseguiu triunfar.

Torcedores.com
Voltar
Tenha você também a sua rádio